BLOG

Quantas horas/dia você deve estudar? 15 dicas super relevantes!

19 de julho de 2017

Esse é um assunto um tanto polêmico quando a fase do vestibular chega. Pais costumam achar que, para passar na prova, o esforço que ele vê o filho fazer não está sendo o suficiente e tende a cobrá-lo horas a fio de estudo. Os filhos, por outro lado, acham que o esforço que estão fazendo é o suficiente, porque normalmente ficam exaustos com tanto a pensar e produzir, por vezes sem buscar alternativas e dicas de estudos. Ambos cobram o corpo até a exaustão (de formas diferentes), o que não renderá bons frutos. Mas não é o fim. Viemos te mostrar como o corpo humano se comporta e quais as melhores práticas para te ajudar a alcançar um melhor desempenho para essa fase de grandes cobranças, mas que não precisa ser “o monstro do ano de estudos” para o tão esperado vestibular. Há meios de tornar isso muito gratificante! Seu desespero pelas inúmeras informações que não parecem fazer sentido, a agonia pelo tempo passando, a tristeza de ver seus erros nos exercícios que caíram nas provas passadas... Já pensou que tudo isso pode ser porque, talvez, o seu modo de estudo esteja, em algum ponto, equivocado? Vamos lá resolver, então! Primeiramente, nosso cérebro tem um limite de produtividade e concentração que precisa ser respeitado. Não significa que, se você forçou algum desvio de concentração (como uma espiadinha na TV ou no seu Facebook), por exemplo, seu cérebro chegou ao limite. Temos que saber avaliar essas questões e não nos auto sabotarmos. Fique atento nisso! Lembrem-se sempre de focar na qualidade dos estudos e não na quantidade de horas estudando. Por mais que você faça uma pausa no dia, um limite destinado aos estudos deve ser respeitado, já que isso envolve reações biológicas e qualquer dedicação de maior ou menor quantidade de horas vai afetar diretamente a sua produtividade. Se você estudar durante apenas duas horas no dia, provavelmente não vai conseguir obter todo o conhecimento que precisa para prestar um vestibular, dependendo de quanto tempo ainda resta até a prova. Mas também estudar mais que um período escolar de, por exemplo, 10 horas, pode te render estresse, ansiedade, insônia, alteração no humor e principalmente na sua saúde. Nossa dica é não ultrapassar seis horas diárias, com intervalos de cinco minutos a cada 90 minutos, que é o período sem pausas que o cérebro consegue se concentrar e produzir. Lembrando que, dentro da sala de aula seus estudos são diferentes, apesar de ser um complemento. Você precisará dar um up no que assistiu com a turma, dentro de casa, sozinho, fazendo exercícios, reescrevendo o que teve de mais importante, pesquisando mais a fundo, revisando seus erros, ou seja, fazer com que seu cérebro assimile, de fato, o que foi ensinado em aula. Segundo o Guia do Estudante, com o cansaço e o estresse, seus neurônios não conseguem passar o conteúdo da sua memória de curto prazo para a de longo prazo, de modo que tudo o que você estuda depois desse limite, basicamente, não é absorvido. E não, não adianta achar que é necessário intensificar os estudos quando estiver próximo da prova, porque o desespero e a ansiedade aumentam. Intensifique agora, o quanto antes, e programe-se para diminuir esse ritmo perto da prova, para que seu corpo esteja descansado no dia. Veja dicas rápidas que te farão repensar sobre seus estudos, porque, claro, ainda dá tempo!
  1. Que importância tudo isso tem?
Não adianta estudar para uma prova de um curso que você não quer. Muitas vezes, em algumas famílias, os pais é que decidem a carreira que o filho vai seguir. Se você próprio não entende a importância daquilo que se predispõe a estudar, o conteúdo não será concretizado, isto é, não será atingido por você.
  1. Organize-se!
Procure saber como seus amigos estão estudando ou buscar modos de organização pela internet mesmo. Tem dicas super legais de como estudar para vestibulares específicos, e uma organização clara, fará com que sua mente fique mais relaxada, te trazendo segurança e tornando esse período de estudo algo bastante natural, garantindo que você não se esqueça de nada importante que precise fazer. Além de aprender dicas de como, por exemplo, mesclar matérias para que se complementem. Fique ligado no Facebook do Colégio  também, para te ajudar, postaremos opções de estudos por lá ;)
  1. Assuntos variados no mesmo dia
Evite estudar somente exatas em um dia e só biológicas em outro. A mistura delas traz muitos benefícios para a concentração e te faz perceber o quanto elas são complementares. Alguns métodos acreditam que seja prejudicial uma grande quantidade de diversificação em um só dia, em intervalos curtos, por isso, mescle, mas tente reservar um tempo grande para imergir em cada conteúdo também.
  1. Faça esportes
Tem quem acredite que o candidato ao vestibular deva se afastar de tudo e de todos no ano da prova. Em partes, isso é mesmo necessário, a fim de otimizar o tempo, afinal, não tem como ter tempo para tudo. Mas o esporte, em particular, é algo que te ajuda a manter a mente equilibrada e relaxada.
  1. Inclua momentos de descanso na sua rotina
Como dito acima, é importante não se excluir do mundo. Tente administrar essa questão, pois sua mente precisa de um descanso. Isso recarrega as energias. Separe um tempo para ver sua série preferida ou algum filme, programa, ou qualquer outra atividade que te faça bem. Esse tempo que parece ócio estará te ajudando a manter a mente focada.
  1. Redes sociais
Esse pode ser seu escape para relaxar, mas não se esqueça que as redes sociais exigem muito tempo de manutenção. Então, cuidado para não exceder o tempo gasto com elas. Até porque, é bem difícil ficar apenas cinco minutinhos. O melhor a se fazer é acostumar a sua mente a ficar menos curiosa para as coisas que acontecem nas redes e pensar em um horário especial para ficar por mais tempo, se você gosta disso. Quanto mais você se esforçar, mais natural isso ficará para você.
  1. Compartilhe
Não guarde seus medos, dúvidas e preocupações. Converse com aquelas pessoas próximas que sempre te fizeram bem. Pegue dicas, desabafe e ouça opiniões de quem está de fora. Uma mente resolvida é uma mente feliz. Problemas com situações externas (ou relacionamentos) mal resolvidas ou dúvidas só trazem mais ansiedade e tiram seu foco.
  1. Conheça você
Cada um tem uma capacidade de rendimento. Você precisa respeitar isso. Algumas pessoas rendem melhor bem cedinho, outras, à noite ou até de madrugada mesmo. Administre o seu horário, preste atenção como é que você se sente melhor e mais disposto. Seus pais e irmãos podem, por exemplo,  ser máquinas de produzir às 6 da manhã, mas você não. Pelo contrário, ao anoitecer, seu corpo parece que desperta e você tem vontade de ir até o Japão e voltar. Isso é biológico e é bem normal. Não tente forçar seu organismo para “aproveitar o dia” acordando bem cedo. Se isso te gerar bem-estar, ótimo. Caso contrário, não pense duas vezes em mudar sua rotina.
  1. Ache o seu método
É saudável buscar conhecimento, dicas e conversar, mas busque o método que mais funciona para você. Não busque ideias só com aquele menino que passou em 19 universidades ou com algum amigo que está indo muito bem nas notas da escola. Reúna várias dicas, de vários lugares e pessoas e tente as que mais te agradam, afinal, tem várias pessoas indo bem e passando nos vestibulares, cada um com uma dica diferente.
  1. Anote
Faça anotações escritas do que tem de mais importante para ficar fácil de rever depois, e marque utilizando canetas diferentes ou marca-texto. Parece desnecessário, mas nossa mente trabalha de forma visual. Quanto mais destaque tiver, mais organizado vai parecer. "Você tem movimentos totalmente distintos para escrever cada letra a mão, mas isso não existe quando você está digitando. Isso faz com que mais redes neurais sejam ativadas no processo da escrita", diz o professor e autor de livros com dicas para estudos, Pierluigi Piazzi.
  1. Revise a matéria que aprendeu em aula no mesmo dia
Quando você pegar gosto em fazer isso, vai entender que fica absurdamente mais fácil fazer exercícios e reforçar isso na sua mente. Vale a pena tentar!
  1. Explique a matéria para si
Sabe quando ficamos na frente do espelho estudando para apresentar algum trabalho escolar? Faça o mesmo com algumas matérias. Quanto mais você fizer, mais fácil a matéria fica.
  1. Tenha um ambiente organizado, e crie um pequeno ritual antes de estudar
A questão é que o ambiente influencia a sua mente. Torne o lugar limpo, sem interferências e tenha na mesa algum agrado para o tempo dos estudos, como por exemplo, uma garrafinha com água, um copo de suco ou alguma coisa para beliscar, para que não precise ficar saindo do local o tempo inteiro.
  1. Música pode?
Muitas pessoas se concentram com música. Você não precisa se esquivar de tudo com medo de ser atrapalhado. Mas a dica aqui é colocar apenas a melodia ou músicas que não te desfoquem, como alguma língua que você não entenda.
  1.  Atente-se na postura
É normal a recorrência de dores no corpo e isso depende de como você está se posicionando para os estudos. Encontre aquela maneira que você fique mais confortável, mas não se esqueça de pensar na sua coluna. Ninguém estuda direito com dor.   Por fim, tenha motivação. O que te motiva, afinal? Tenha isso em mente e vá em frente! Depois que tudo estiver fluindo bem, você vai entender porque todas essas questões influenciam no seu bem-estar e perceberá a diferença que fizeram a fim de atingir o resultado desejado. Isso é muito importante: Não se frustre! Caso não passe no vestibular na primeira tentativa, persista! Essa é a realidade de muitos estudiosos que, à primeira vista, não tinham valor e hoje são considerados grandes ícones.   Fontes: Guia do Estudante | Economia Uol | Info ENEM      

ÚLTIMOS EVENTOS

Por que educação ambiental é importante?

31 de agosto de 2017

Por que educação ambiental é importante?

Primeiramente, é necessário o entendimento sobre a população e sua transformação. Hoje, 2017, temos uma população mundial de sete bilhões de pessoas. Estima-se que em 2050, a população possa chegar a 12 bilhões. Há uma crescente transformação na humanidade, que inclui uma necessidade cada vez maior de utilização de recursos para que elas ocorram e […]

LEIA MAIS
Pai-helicóptero: Você é um?

17 de agosto de 2017

Pai-helicóptero: Você é um?

Cada pai escolhe como criar seu filho, de acordo com suas experiências, seu meio e suas condições emocionais, financeiras e estruturais. São muitos os aspectos relevantes e não é saudável julgarmos uns aos outros, mas é importante alertar para alguns itens que podem desencadear problemas posteriores, contexto este, que é difícil ver quando se está […]

LEIA MAIS
Dicas-chave da nossa orientadora para sua casa

3 de agosto de 2017

Dicas-chave da nossa orientadora para sua casa

Um dos principais determinantes do sucesso futuro de uma criança é como ela se sai no colégio. Após algumas leituras, tomando como base a Orientadora Alessandra Coimbra, dispusemos aqui algumas dicas para ajudar você a colocar seu filho no caminho do bom desempenho escolar, visando uma possível mudança comportamental no aluno através da mudança postural […]

LEIA MAIS

NEWSLETTER

Receba nossas news cadastrando seu email

O E-MAIL é obrigatórios. Ocorreu um erro, por favor tente novamente mais tarde. Cadastro realizado com sucesso!

marque uma visita

ou ligue para nós:
(11) 3935-5019