ACONTECE NO

XXII Feira Cultural

23 de outubro de 2017

Tema: A arte do experimento (tempo, tempo, tempo…)

 

Já pensou sobre seu tempo livre?

 

Não costumamos dar muito valor ao nosso ócio. Acredita-se que esse tempo, nos dias de hoje, é bem aproveitado quando se descansa das nossas tarefas do trabalho. Mas a verdade é que o ócio é o tempo para liberdade de escolha. Ou seja, é pensar sem ser assediado pelo relógio: o tempo de Kairós (pela mitologia grega: o deus do tempo de qualidade).

 

Em contraponto, temos Chronos (pela mitologia grega: o deus do tempo quantificador); o que geralmente tem mais espaço em nossas vidas, pelo modo social que vivemos hoje. Tudo é “para ontem”, de forma perfeita e com pressão.

 

Para se viver em equilíbrio acredita-se que Chronos e Kairós precisam estar balanceados em nosso cotidiano. Kairós, assim como Chronos necessita da nossa atenção da mesma maneira. Afinal, por que o seu tempo livre -muitas vezes um hobbie- não é levado a sério?
Questionamos esse padrão em nossa XXII Feira Cultural, com o tema “A arte do experimento: tempo, tempo, tempo…”, proporcionando vivências. Uma Feira Cultural completamente “fora da caixinha”.

 

Foram 6 vivências: Areia e o vento/ Inspire e expire/ Cantar, dançar e viver/ Como é o tempo na escuridão/ Natureza Viva e Tempos sem fronteiras. Mais 4 vivências do infantil: Sala da pintura em guache/ Sala do tato com os pés/ Sala das cortinas e cama de gato e Sala da colagem e massinha. Todas as vivências conversam entre si, mesmo sem ter a necessidade de vivenciar todas elas.

 

A abertura foi feita com uma peça teatral relacionando Chronos e Kairós em nosso dia a dia. Logo após, os pais e as crianças eram direcionados a duas das vivências. Depois, retornavam ao teatro para uma apresentação experimental de química que explicava porque não podemos ser apenas Chronos ou apenas Kairós. Ao final, as crianças apareciam no mezanino, cantando “Trevo”, da banda Anavitória, que relaciona a qualidade do tempo e das pessoas em nossas vidas.

 

Foi uma grande reflexão em vivências entre familiares e crianças, além de toda tematização nos corredores; um corredor com alunos representando o mundo Chronos, e outro corredor com alunos representando Kairós.

 

Tornou-se um dia imerso nesses dois tempos, aprendendo o que temos de melhor e pior em ambos os lados, e como nossa sociedade se relaciona com o tempo.

 

O Colégio Beka deseja inspirar as pessoas a gerenciarem melhor o tempo e comprometer-se com ele, a fim de vivê-lo melhor com o equilíbrio entre Chronos e Kairós.

 

Veja como foi cada uma dessas vivências!

 

 

Explicação geral (abertura/fechamento)

 

Vivência Areia e o vento

 

Vivência Inspire e expire

 

Vivência Cantar, dançar e viver

 

Vivência Como é o tempo na escuridão

 

Vivência Natureza Viva

 

Vivência Tempo sem fronteiras

 

Vivências do Infantil

(Sala da pintura em guache/ Sala do tato com os pés/ Sala das cortinas e cama de gato e Sala da colagem e massinha)

ÚLTIMOS EVENTOS

Jogos colaborativos na Educação Infantil

26 de novembro de 2018

Jogos colaborativos na Educação Infantil

A competição é um fator que dificulta o relacionamento competitivo das pessoas, gerando um clima de rivalidade e estresse. É importante desenvolver a noção de coletividade e a importância de ajudar o próximo.   Nos jogos cooperativos, normalmente não se tem perdedores. Todos ganham. Esse tipo de vivência é de extrema importância na educação infantil […]

LEIA MAIS
Cantos: Trabalhando os Sentidos

8 de novembro de 2018

Cantos: Trabalhando os Sentidos

É muito importante começar o desenvolvimento dos sentidos logo cedo. É através deles que temos percepções do mundo: são porta de entrada para qualquer mensagem, estímulo ou sensação. No buscamos o calor, no calor buscamos refresco, e por aí vai… Com isso, a turminha fez uma atividade para desenvolver o autoconhecimento e estimular, de forma […]

LEIA MAIS
Desenvolvimento Auditivo: Sons Animais

5 de novembro de 2018

Desenvolvimento Auditivo: Sons Animais

Todos os dias, ouvimos muitos e muitos sons. Sons carros e motos passando pelas ruas, da água escorrendo ao lavar as mãos, das portas abrindo e fechando ao entrar e sair, dos animais, entre outros.   Os bebês também emitem seus próprios sons, conhecidos como o balbucio. Assim, eles trabalham com o amadurecimento das cordas […]

LEIA MAIS

NEWSLETTER

Receba nossas news cadastrando seu email

O E-MAIL é obrigatórios. Ocorreu um erro, por favor tente novamente mais tarde. Cadastro realizado com sucesso!

marque uma visita

ou ligue para nós:
(11) 3935-5019