BLOG

A relação da TV e a criança

19 de julho de 2018

Por: Giulia Beatrice Pimentel

Quanto a televisão influencia seu filho?

 

Hoje, é muito comum crianças que dizem que não são muito chegadas a brinquedos, que não brincam com frequência, que preferem ver TV, brincar no celular, além de saberem tudo que está na moda.

Um tanto assustador, não? Pois isso é mais comum do que você imagina, e nem tudo que é comum, é bom.

 

Os pais, com as jornadas de trabalho cada vez mais longas e cansativas, reduziram muito o tempo que ficam com seus filhos comparado a alguns anos. Muitas vezes o contato, o afeto e a conversa acontecem a noite, quando ambos já estão cansados, ou apenas de final de semana. Mas a televisão tem programação 24 horas por dia. Já pararam para pensar sobre essa inversão de papéis?

 

Todo pai faz de tudo para os filhos serem felizes. Ninguém quer parecer o vilão da história, não é mesmo? Mas quanto mais exposição a criança tem à TV ou à meios que não trabalham em conjunto ao desenvolvimento da criança (como internet), mais difícil essa tarefa fica. E a criança fica com o seu desenvolvimento comprometido.

 

A criança se desenvolve de forma saudável no contato com a realidade, no contato com a frustração, com o não, com explicações através de pessoas que ela confia, no contato com a brincadeira, com a sociedade, com o afeto.

 

Os valores passados nos vídeos que a criança assiste, influenciam diretamente a vivência na sociedade na qual ela está inserida. Se os valores diferem do ensino da família ou do que ela aprende na escola, os sentimentos de negação, confusão, tristeza e até irritabilidade começam a surgir. “Qual caminho seguir?”, é o que, inconscientemente, a criança processa em sua mente.
Através da TV, ela presencia um estímulo, que às vezes não acompanha a condição em que a criança está inserida na sociedade, seja por nível financeiro, tempo, valores ou rotina. E essa situação acontece muito através da influência da publicidade dirigida a crianças, o tempo todo.

 

Então o Netflix seria uma boa alternativa?

Em termos de publicidade, sim. Assim como filmes, independente de Netflix. Os filmes têm uma história narrada com mais calma, e o desenrolar é mais completo e reflexivo. Porém, a exposição por muito tempo, diariamente, seja à TV, Netflix ou qualquer filme, compromete ainda todas as questões que já citamos, principalmente, retiram a infância da criança, comprometem o “brincar livre” e não desenvolve nenhuma habilidade, que é fundamental na infância.

 

Faça um teste ou apenas reflita:

Seu filho fica super quieto e se acalma vendo TV, que nem responde quando você chama? E te dá, até, uma certa tranquilidade? Ao assistir desenhos, filmes ou vídeos na TV, Ipad, celular ou computador, com toda certeza, seu filho fica com uma postura muito comum,  vidrado, focado, sem ouvir nada ao redor.

 

A casa pode pegar fogo, mas os olhos ficarão vidrados ali. O corpo não se mexe quanto mais o olho pisca.

 

E essa, não é uma concentração saudável, que estimula o raciocínio ou desenvolve alguma habilidade. Desenvolve cada vez mais o consumo daquele entretenimento.

 

 

 

 

 

E o humor?  E a sensibilidade?

 

 

 

 

Fale que a TV quebrou ou diga, simplesmente, que naquele dia não terá TV, Ipad, computador ou celular. Como a criança se comporta?

 

Quanto maior o t empo de exposição que ela está acostumada, maior é a irritabilidade e o descompromisso com a brincadeira, a imaginação, a invenção e o contato com a família.

 

 

 

 

 

 

Sua família pode ter o costume de assistir TV ou mesmo passar horas no celular. Se isso já é um malefício aos adultos, imagina o que faz com a mente e o desenvolvimento das crianças, que estão sendo apresentadas ao mundo real, formando seu pensamento crítico e tentando entender as relações sociais e afetivas. É um peso que ela não merece, mas gosta. E gosta tanto, que parece estar em paz fazendo tal atividade, mas está sendo, como podemos dizer… sugada pelos meios.

 

 

 

 

Curiosidades interessantes (e tristes) sobre o assunto:

  1. A criança brasileira é a que mais assiste TV no mundo. Em média, quase 5 horas/dia.
    (Fonte: IBGE)

 

  1. Bastam apenas 30 segundos para uma marca influenciar uma criança
    (Fonte: Associação Dietética Norte Americana Borzekowiski Robison)

 

  1. 80% da influência de compra dentro de casa vem das crianças
    (Fonte: Pesquisa Intersciente de Outubro 2003)

 

  1. O que você mais gostaria de ganhar no dia das crianças?
    Respostas: 1. MP3/MP4/IPOD / 2. Dinheiro / 3. Animal de estimação
    (Fonte: CN.com.br – uma base de 500 crianças meninas)
    Respostas: 1.Vídeo game / 2. Dinheiro / 3. MP3/MP4/IPOD
    (Fonte: CN.com.br – uma base de 567 crianças meninos)

 

  1. 80% da publicidade de alimentos dirigidas às crianças são calóricos, com alto teor de açúcar, de gordura e pobres em nutrientes, porém, mascarados com promessas positivas em relação a alimentação e felicidade, junto a praticidade para os pais.
    (Fonte: Anvisa 2006)

 

  1. O mercado infantil no Brasil movimenta 130 milhões de reais em um ano
    (Fonte: Editora Abril – Revista Exame 2004)

 

 

 

Fontes:

Brasil Escola | Documentário: Criança, a alma do negócio (Recomendamos que assista na íntegra) 

Artigo: A influência da televisão sobre o comportamento psicossocial de crianças

 

ÚLTIMOS EVENTOS

Criança e equilíbrio: inteligência emocional

16 de agosto de 2018

Criança e equilíbrio: inteligência emocional

• INTELIGÊNCIA EMOCIONAL? EM CRIANÇAS? O QUE É ISSO? Primeiro, o que muitos de nós não refletimos é que, a inteligência emocional tem influência durante a vida toda de um ser humano!   Quanto mais cedo a criança aprender a canalizar suas emoções, melhor fará isso durante sua vida toda, de forma natural, aprendendo a […]

LEIA MAIS
Semana do Meio Ambiente | Conscientização

30 de maio de 2018

Semana do Meio Ambiente | Conscientização

• Todos sabemos que existem muitos problemas relacionados ao meio ambiente e também ao ser humano, como desigualdade, pobreza, poluição, desmatamento. Mas o maior problema existente é a não conscientização.   A informação que temos nunca é suficiente para sermos um ponto positivo para o planeta. Por isso, convidamos todos a questionarem, procurarem e compartilharem mais! […]

LEIA MAIS
Vestibular x Escola: como equilibrar?

26 de abril de 2018

Vestibular x Escola: como equilibrar?

Você mal entrou no ensino médio e a pressão de todos os lados já vem “E aí, o que você vai fazer na facul?”, não é? No 3º ano a situação complica ainda mais, e muitas vezes ficamos perdidos nos estudos, no que queremos e como fazemos.   Entendemos você!   A verdade é que […]

LEIA MAIS

NEWSLETTER

Receba nossas news cadastrando seu email

O E-MAIL é obrigatórios. Ocorreu um erro, por favor tente novamente mais tarde. Cadastro realizado com sucesso!

marque uma visita

ou ligue para nós:
(11) 3935-5019